Programa Obesidade Zero oferta cirurgia bariátrica gratuita no Pará

Redação Por: Redação

Foco Novidades

Publicado em 11/09/2020 14:50h

Programa Obesidade Zero oferta cirurgia bariátrica gratuita no Pará

Programa foi lançado nesta quinta, 10. Para participar, pacientes precisam acessar o site e preencher formulário, que será analisado por especialistas.

O Programa Obesidade Zero foi lançado nesta quinta-feira (10) no Pará. A ação vai acelerar o acesso gratuito à cirurgia bariátrica aos pacientes diagnosticados com a necessidade de intervenção médica. O programa realizará 480 cirurgias bariátricas por ano no sistema público de saúde, por meio de videolaparoscopia. O lançamento ocorreu em solenidade no Salão de Atos, no Palácio dos Despachos, em Belém.

O público-alvo do Programa Obesidade Zero é o paciente obeso, com ou sem outros problemas de saúde. Todos precisarão passar por uma avaliação médica para saber se há indicação para o procedimento. As cirurgias serão realizadas nos hospitais Jean Bitar e Galileu, ambos na capital.

São candidatas à cirurgia bariátrica pessoas com Índice de Massa Corporal igual ou superior a 40 kg/m2, e aqueles com IMC entre 35 e 40 kg/m2 que tenham pelo menos uma doença associada à obesidade - diabetes, pressão alta, colesterol alto, gordura no fígado, artrose ou doenças dos vasos das pernas.

O primeiro passo para o paciente ser atendido é acessar, pelo site da Sespa, o site do Programa. O site permite ao paciente tirar dúvidas sobre o procedimento e fazer uma autoavaliação, por meio do cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC), e também respondendo a algumas perguntas, que informarão ao paciente, naquele mesmo momento, se ele tem ou não indicação para fazer a cirurgia bariátrica.

Caso haja, o paciente marcará seu atendimento pelo próprio site e receberá a confirmação do hospital, informando dia e horário que deverá comparecer à consulta. De forma rápida e prática, o paciente terá acesso a sua avaliação médica. No site, o usuário também consegue acessar o Guia Cirurgia Bariátrica.

Por:  Leonardo Nunes (SECOM) - Agência Pará

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Baixo Amazonas - Blog de Notícias